Descubra os 5 brinquedos mais pedidos pelas crianças!

Um buffet infantil de sucesso requer alguns elementos básicos, porém, imprescindíveis, como excelente qualidade dos produtos alimentícios servidos, brinquedos variados e segurança para as crianças.

Uma dúvida comum para os gestores desse tipo de negócio é sobre quais são os melhores brinquedos para buffet infantil, e, principalmente, se vale a pena investir na compra desses itens ou se é melhor alugá-los.

Pensando nisso, neste post, vamos lhe ajudar a conhecer os principais brinquedos usados nesse empreendimento e as vantagens e desvantagens desse tipo de investimento. Continue a leitura!

1. ÁREA BABY

Antes de mais nada, é bom possuir brinquedos que atendam crianças abaixo de 4 anos de idade, pois, em festas infantis, a presença delas é muito comum e seria muito desagradável não oferecer diversão e conforto para esses participantes do evento.

Nesse espaço, o chão é preparado com colchões bem macios para que os bebês possam brincar sem riscos de acidentes e machucados. Os brinquedos são mais simples, como gangorras, cama de bolinhas de tamanho pequeno e escorregador adequado à idade e tamanho das crianças.

2. CAMA ELÁSTICA

Para as crianças maiores, é interessante investir na cama elástica, já que é sucesso garantido nos buffets infantis e, por isso, não pode faltar.

Contudo, como as crianças ficam muito animadas nesse brinquedo, é recomendado um fiscal para controlar a entrada e saída, auxiliando os pequenos, caso haja necessidade.

3. PULA-PULA

O pula-pula é outro clássico das festas infantis e agrada a maioria das crianças, o que por si só já justifica a opção por esse tipo de brinquedo.

Assim como a cama elástica, merece a presença de uma pessoa para monitorar as crianças durante todo o período da festa.

4. PISCINA DE BOLINHAS

A piscina de bolinhas enfeita as festas com suas múltiplas cores e também é um brinquedo para buffet infantil muito comum. Mas, nem por isso, pouco valorizado: ao contrário, costuma agradar e ficar sempre cheio de crianças.

Em termos de segurança, a piscina de bolinhas oferece poucos riscos, o que a torna ainda mais vantajosa.

5. TOBOGÃ INFLÁVEL

Muito seguro, já que é todo inflável e feito de material plástico, o tobogã pode ser a sensação da festa! Sendo assim, vale a pena sua aquisição ou aluguel.

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Descubra a importância da festa de aniversário na vida de uma criança

Quando chega o grande dia, as crianças ficam excitadas, mais um aniversário, mais presentes, mais expectativas, mais sonhos …
A comemoração dos aniversários de crianças sempre existiu, umas maiores, outras menores, com formas, jeitos e tamanhos diferentes. Não importa! Uma delicia de se ver, elas brincando, se divertindo, exercitando a socialização tão fundamental para o desenvolvimento. Não há quem discorde.

Mas porque será que é tão importante comemorar o aniversário das crianças? Já pararam para pensar como é que as crianças entendem essas comemorações?

Além de delicioso ter amigos a sua volta, de se sentir amado, fazendo tudo de mais gostoso juntos, a comemoração é muito importante para o desenvolvimento infantil uma vez que a criança entende o marco da festa como “ficar mais velha”, a passagem do ano. É através da festa que entendem que entraram em outra idade, e aí possibilitamos a elas a oportunidade de crescimento.

Eu mesma tive um pacientinho que por conta de uma viagem em família, não pôde ter sua comemoração, e ele me dizia que não tinha feito aniversário. Estava com dificuldade de entender como ele podia ter 4 anos, se ele não havia comemorado a passagem para os 4 aninhos de vida.

Existem algumas pesquisas realizadas por psicólogos que afirmam que não devemos tentar dar um presente ou uma viagem em troca da comemoração de aniversário aos pequenos, pois isso não é sentido como uma progressão de idade, somente a festa carrega esse significado de “fazer alguém ficar mais velho”. Da mesma forma, as crianças entendem que os adultos que não comemoram aniversário, não cantam parabéns, não assopram velhinhas, não envelhecem.

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

7 Dicas para fazer uma festa em buffet incrível para o seu filho

Check list básico para fazer uma linda festa em buffet, aproveitando o melhor que o buffet pode lhe oferecer:

1º Passo: Faça uma pré-lista. Tendo uma ideia do tamanho da sua festa, fica mais fácil escolher o local. Importante também lembrar que em festas pequenas, muito provavelmente você não conseguirá desconto, mas em festas maiores, é possível negociar o valor com o buffet.

2º Passo: Escolha o Buffet. Levando em consideração as dicas para escolha do espaço que já demos em outro post.

3º Passo: Feche o contrato com o Buffet para garantir a data. A grande maioria dos espaços para festas, somente segura e garante a sua data/horário após o pagamento de um sinal. Assim, caso você faça questão de uma data específica, não bobeie, efetue o pagamento do sinal o quanto antes. Se você tem muitos convidados de fora da cidade, ou se faz questão da presença de todos na sua festa, não esqueça de mandar um “save the date” para que seus amigos possam se preparar.

4º Passo: Após fechar o contrato com o buffet, é hora de escolher o tema da festa e a decoração. A maior parte dos buffets inclui uma decoração no pacote, vale a pena consultar! Entretanto, caso você opte por uma decoração mais especial, você pode contratar uma decoradora diretamente. Mas, lembre-se: neste caso o buffet não irá se responsabilizar pela decoração. Além disso, antes de contratar, você deve checar com o buffet se aquela(e) profissional está autorizada(o) a trabalhar lá.

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Dica fundamental para contratar uma decoradora: Verifique se ela tem experiência em fazer decoração em buffets e se possui uma equipe para ajudá-la. É muito comum os buffets terem mais de um evento por dia, nestes casos, a decoradora terá uma 1:30h para montar a decoração e 15 minutos para desmontá-la. Uma pessoa sem experiência e equipe, por mais bom gosto que tenha, pode lhe dar uma grande dor de cabeça. Já soube de casos em que a decoração só ficou pronta 1 hora após o início da mesma… Ficou até bonito, mas mal deu tempo das pessoas apreciarem, dos fotógrafos fotografarem… E a mãe ficou extremamente frustrada.

Não se esqueça de verificar se a decoradora que você vai contratar tem a mesa. Caso não tenha, será necessário locar uma mesa, e neste caso a melhor opção (custo/benefício) normalmente é locar por meio do buffet, pois eles têm o melhor preço das empresas que trabalham nos pacotes. Os buffets normalmente não possuem mesa própria.

5º Passo: Escolher o fornecedor das lembrancinhas, fotógrafo, atração etc. Os buffets normalmente possuem uma lista de indicações. Eles não dão garantia pelo trabalho destas pessoas, claro, mas é um indício de que são idôneas, vale conferir! Antes de contratar com terceiros, vale a pena também verificar os opcionais que o próprio buffet disponibiliza. Muitos oferecem gás hélio, bolos e cupcakes decorados, mesa de quiches, mesas gourmet, carrinho de guloseimas, mesa de balas, bar de brigadeiros etc. A vantagem de contratar os opcionais diretamente com o buffet é não ter que administrar vários fornecedores, e os preços normalmente são bem competitivos.

6º Passo: Caso ainda não tenha escolhido o cardápio, é a hora de escolher! Com pelo menos 15 dias de antecedência, faça suas escolhas. Neste momento é importante também passar para o buffet todas as contratações que foram feitas com terceiros. Se haverá show, personagens, fotógrafo etc. É o momento também de combinar com o buffet como e quando serão entregues as lembrancinhas e bebidas alcoólicas, se você for levar.

Neste momento também é hora de mandar os convites da festa. Muitos buffets possuem convites bem bonitos. Pode usá-los! Se for um buffet que as crianças e os adultos gostem, o sucesso da sua festa começará já na entrega dos convites, com o reconhecimento imediato de que será num espaço bem legal!

Importante: Coloque sempre o horário real do início e do fim da festa, para que as crianças que venham desacompanhadas dos pais não fiquem, já exaustas,  esperando que alguém venha buscá-las depois de acabada a festa.

7º Passo: É chegado o grande dia! Se você contratou um buffet de confiança, relaxe! Faça um dia de princesa! Chegue na hora, linda e feliz! Aproveite que contratou um buffet para se preocupar com a festa e preocupe-se com você!

Uma dica importante: Para ter aquele impacto gostoso, ver os olhinhos do seu filho(a) brilharem ao chegar e ver tudo lindo, a mesa arrumada, os balões já pendurados, a música tocando, o ar condicionado geladinho… Não chegue antes da hora marcada. Os buffets ficam prontos na hora, pois é comum terem duas festas no mesmo dia. Além disso, os funcionários geralmente almoçam ou jantam antes de começar o serviço e nada mais desagradável que chegar e encontrá-los comendo, não é mesmo?

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Recreação nos buffets: diversão na certa!

Se tem uma coisa que não pode faltar nas festas infantis são as brincadeiras. Por ser um momento tão esperado pelas crianças, não apenas pelos presentes, mas também pelos docinhos e brincadeiras que a festa promete, a diversão deve ser garantida.

Consideradas uns dos itens imprescindíveis nas comemorações de aniversário, a recreação e animação devem fazer parte do pacote da festa, para que os pequenos aproveitem cada minuto e entrem no clima da comemoração, sem esquecer-se da tranqüilidade dos pais.

Uma dica para garantir a animação e a segurança da garotada é a contratação dos recreadores: profissionais que desenvolvem uma programação de atividades recreativas, envolvendo os convidados com jogos e brincadeiras pedagógicas, proporcionando momentos de descontração em um ambiente cenográfico como o do buffet, para que as crianças não se esqueçam do melhor da infância: brincar. Além de arrancar boas risadas e distrair os pequenos, os recreadores encantam os pais, deixando-os mais tranquilos para que também possam usufruir deste espaço agradável.

E para fazer vibrar a emoção da criançada com as brincadeiras é necessária muita criatividade e atenção na hora de escolher as mesmas. Optar por atividades recreativas simples pode ser uma boa alternativa de entretenimento, para entretê-los e envolve-los com a comemoração.

As famosas gincanas são sempre garantia de animação, mas apostar em brincadeiras como cabeleireiro infantil, contador de histórias, malabares, caricaturistas, oficinas de arte e pintura, esculturas em balcões, peças teatrais e fantoches, podem fazer da festa um sucesso.

Já quando o assunto é interagir crianças e adultos, outras opções como apresentações musicais, show de mágica e ilusionismo, show de palhaços entre outras, podem ser realizadas.

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Como elaborar uma lista de convidados para sua Festa Infantil

A elaboração de uma lista de convidados é uma das tarefas mais difíceis de quem quer fazer a festa do filho. São vários fatores a serem considerados e muitos pais se sentem perdidos neste momento.
Desde que comecei a trabalhar com festas, procuro orientar os nossos clientes a fim de evitar dor de cabeça e desgastes desnecessários entre anfitriões e convidados.

Há 3 fatores que considero determinantes na montagem da lista de convidados:
1. Orçamento: Não tem jeito, é matemática! Quanto mais convidados você tiver, mais cara a sua festa vai ficar. Você vai precisar de mais alimentos e bebidas, de mais lugares para acomodar os convidados, mais lembrancinhas e por aí vai.
Oriento os pais a determinarem um orçamento máximo que pretendem dispor para a realização da festa, contando todos os itens que englobam a realização dela. A partir daí, fazerem uma pesquisa de mercado para saber quanto querem gastar com cada item. Com estas informações em mãos, fica mais fácil elaborar a lista.
O contrário também é válido. Você pode elaborar a lista e depois buscar fornecedores que se encaixem no seu orçamento. Mas atenção com qualidade dos serviços contratados. De nada adianta chamar muitos convidados e oferecer serviços de baixa qualidade.

2. Local da festa: os pais precisam lembrar que o local da festa é importantíssimo para definir o número de convidados. Já tivemos clientes que queriam convidar 100 pessoas em um espaço que caberiam 60. E alguns ainda usam argumentos como: “nem todo mundo da lista vai na festa”, “tem uma área externa ótima”, “ninguém fica sentado em uma festa”. Sinceramente, para mim, estes argumentos não me convencem pois afinal e se todos forem na festa? E se chover no dia da festa? E se as pessoas quiserem ficar sentadas?
Em festas infantis ainda tem mais um agravante: se bebês forem convidados, normalmente os carrinhos vão junto! Não há nada mais desagradável do que você ir a uma festa sem lugar para sentar ou de difícil circulação de pessoas. Isso sem contar o calor que pode pegar os anfitriões de surpresa e tornar a festa uma sauna coletiva.

3. Idade da criança: Este fator pode ser decisivo para você alinhar a lista de convidados. Se você tem um bebê de até dois anos, provavelmente sua festa terá muito mais adultos do que criança e consequentemente seu orçamento aumentará e o local da festa precisa ser apropriado. Já se seu filho tem 8, 9, 10 anos, você pode fazer uma festa somente para as crianças, sem a necessidade de convidar os pais o que, de certa forma, acaba gerando uma economia financeira que pode ser bastante significativa.
Digo que esta escolha é sempre pessoal de cada família pois há pais que gostam de convidar outros pais e familiares próximos.

Além destes três fatores importantes, outras observações devem ser levadas em conta:

– Convidar por obrigação: sou contra os anfitriões convidem quem eles não querem por se sentirem obrigados. Hoje em dia, as pessoas têm mais consciência dos custos de uma festa e convidar por se sentir obrigado não faz o menor sentido. Numa festa é fundamental que os convidados tenham alguma importância para a criança. Afinal, é a felicidade dela que importa.

– Inclua as crianças pequenas: Alguns pais fazem a lista e acreditam que não precisam colocar as crianças menores de 5 anos pois quando fazem festas em buffet, normalmente, eles não cobram por elas. Eu sempre sugiro que elas sejam incluídas pois você precisa calcular, no mínimo, as lembrancinhas que serão dadas no final da festa. Inclusive, quando fazemos o cálculo de docinhos, como brigadeiros e bejinhos, consideramos o número de crianças, independente da idade delas.

– Acompanhantes: Muitos casais hoje em dia possuem babá e elas tem que ser incluídas na lista de convidados. Se não o fizer, a sua lista pode aumentar consideravelmente. Se convidar 10 casais e cada um deles tiver uma babá, já serão mais 10 convidados na sua lista. Evite surpresas e as inclua como membro da famíia.

– Casal sem filhos: Eis um assunto polêmico! Há casais sem filhos que são muito mais próximos aos anfitriões do que alguns casais com filhos. Por isso, vale o bom senso. Se eles forem importantes para você, convide-os mesmo assim. Tenha certeza que eles ficarão felizes com a sua decisão.

– RSVP: abreviatura de “Répondez S’il Vous Plaît”, expressão francesa que significa “Responda por favor”. É muito usado em festas de casamento e raramente funciona para festas infantis. Quando você faz uma festa mais informal, dificilmente alguém confirma a presença na festa. Simplesmente as pessoas vão ou não e não conseguem saber isso com muita antecedência. E por se tratar de festa infantil, o convidado pode até confirmar a presença, mas se o filho passar a noite com febre, eles simplesmente não vão na festa!

– Desistência: Nunca conte com a desistência, principalmente no cálculo de alimentos e bebidas. Existe uma estimativa de que 15 % das pessoas convidadas para uma festa infantil não comparecem. Mas isso depende de inúmeros fatores como o clima no dia da festa, a época do ano, a afinidade do convidado com os anfitriões, por exemplo. Por isso, é melhor se programar para 100% da lista. Isso evita inconvenientes.

O mais importante é que você se lembre do propósito de uma festa: festejar com alegria e diversão! Convidar as pessoas que gosta, que se identificam com você, que gostam do seu filho são a chave para uma festa de sucesso.
Se não puder convidar todos que gostaria, priorize as escolhas que vão deixar seu filho feliz. Afinal, a festa é toda dele!

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Saiba tudo sobre Alimentação para as Festas Infantis

Para planejar a alimentação da sua festa infantil, o primeiro passo é definir os tipos de comida que você pretende servir. Você pode optar por servir apenas salgadinhos ou salgadinhos mais algum outro tipo de comida, como sanduíches ou até mesmo um almoço/jantar formal. Uma outra alternativa, que tem se tornado cada vez mais comum, são os “Finger Foods”, alimentos servidos em pequenas e elegantes porções, que não exigem que os convidados se sentem à mesa como em uma refeição formal.

Depois de definir os tipos de alimentação que você oferecerá aos seus convidados (salgadinhos, sanduíches, almoço/jantar formal, finger foods), você deverá escolher o que servir para cada tipo de comidinha escolhido. Por exemplo, para os salgadinhos, você tem que decidir se vai servir coxinha, empadinha, rissóles, etc. Também terá que definir quais bebidas acompanharão os alimentos e, por fim, deverá calcular a quantidade de comida a ser servida. Neste artigo, procuramos responder as seguintes questões relacionadas a alimentação para festas infantis:

  • Quais os tipos de comidinhas mais comuns em festas infantis?
  • Vale à pena encomendar ou fazer em casa?
  • Onde posso encontrar receitas de comidinhas para festa infantil?
  • Como posso calcular a quantidade de comida e bebida a ser servida?

 

Quais os tipos de comidinhas mais comuns em festas infantis?

Os tipos mais comuns são: os salgadinhos, as comidinhas tradicionais de festas infantis (ex: sanduíches, mini-hot-dogs, mini-hamburgers, mini-pizzas), o almoço/jantar formal e os finger foods. Ao elaborar o cardápio, pense em opções que agradem adultos e também em opções que agradem crianças. É importante que haja um equilíbrio entre estas opções. Além disto, se você quiser economizar ou reduzir o desperdício, evite oferecer uma variedade muito grande de pratos.

Salgadinhos: incluem os salgadinhos fritos e os assados. Como os salgadinhos fritos são menos saudáveis, embora deliciosos, procure balancear o cardápio com salgadinhos fritos e assados.

Exemplos de salgadinhos fritos:

  • Coxinha de frango,
  • Rissole (queijo ou carne),
  • Croquete,
  • Bolinha de queijo,
  • Kibe,
  • Pastel,
  • Bolinho de mandioca,
  • Bolinho de bacalhau.

Exemplos de salgadinhos assados:

  • Empadinha (frango ou palmito),
  • Esfiha (carne, frango ou queijo),
  • Pastel assado (carne, calabresa, frango com catupiry),
  • Mini-quiche (queijo, alho-poró, ricota com espinafre, frango com catupiry),
  • Mini-tortinha (carne seca, alho poró, frango, calabresa),
  • Escondidinho de carne seca,
  • Bolinho (carne seca ou calabresa)

Comidinhas tradicionais:

  • Sanduíche de metro,
  • Mini sanduíche de pão de forma,
  • Mini-hamburger,
  • Mini-pizza
  • Cachorro-quente,
  • Pipoca,
  • Pão de queijo

Almoço/Jantar:

Almoços/jantares em festas infantis não diferem muito de refeições servidas em outros tipos de festas, mas tendem a ser um pouco mais simples. Opções comuns são as massas (você pode oferecer dois tipos de molhos, um vermelho e outro branco) e crepes de diversos sabores. Uma salada pode ser oferecida antes do prato principal. Outras opções também comuns são o churrasco no almoço e a pizza no jantar.

Finger food:

Incluem pequenas porções de charmosos pratos servidas em recipientes especiais como mini-panelas e cumbucas, colheres fundas de louça e taças ou copos transparentes. Canapés frequentemente também compõem o cardapio de “Finger Foods”. Os “Finger Foods” normalmente são servidos por garçons e podem incluir:

  • Canapés frios
  • Canapés quentes
  • Saladinhas
  • Prato principal em mini-porções (mini-porções de massas ou risotos são bastante comuns)
  • Sobremesa normalmente servidas em copos transparentes

Saudáveis:

Em festas infantis, um conceito que tem se tornado bastante comum é servir comidinhas saudáveis para tornar a alimentação das crianças mais equilibrada. Isto não significa, necessariamente, a completa substituição dos adorados salgadinhos tradicionais, mas a proposta de complementar o cardápio tradicional com alimentos mais saudáveis.

Alguns exemplos de comidinhas saudáveis são:

  • Frutas com formatos especiais (ex: bichinhos, coração, bolinhas, etc) servidas no espeto e acompanhadas por iogurte,
  • Sanduíches de pão de forma com recheio de ricota e patê em formatos especiais
  • Espetinhos de vegetais (ex: tomate cereja), pão de forma e mussarela
  • Wraps
  • Salada de frutas
  • Vegetais (cenoura, pimentão, etc) servidos acompanhados de patês

Observe que a apresentação visual dos alimentos saudáveis, com formatos especiais, é muito importante para atrair o interesse das crianças pelo alimento.

Bebidas:

Qualquer que seja o tipo de alimento escolhido, as opções mais comuns de bebidas em festas infantis são:

  • Refrigerantes (normais e die/zero)
  • Cerveja e/ou chopp
  • Sucos (naturais ou de caixinha)
  • Água

Para uma alimentação mais saúdável, privilegie os sucos naturais. Sucos feitos com uma combinação de fruta são uma tendência (ex: melancia com limão, maracuja com laranja, melão com abacaxi).

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

A importância da fotografia em uma festa infantil

A importância da fotografia na festa do seu filho, é vista depois do dia da Festa. Quando as flores murcham, o que foi alugado é devolvido, o DJ para de tocar, a decoração é retirada, seus amigos e familiares vão embora. Mesmo aquele lugar lindo onde foi realizada a festa já não está mais tão belo quanto antes. Depois de tudo isso, o que sobrará do dia mais importante da sua vida? Sem dúvidas, apenas lembranças e fotografias. Os sorrisos sinceros fotografados, a alegria dos amigos e família e sem dúvida isso fará parte da festa do seu filho.

A cobertura fotográfica é o gasto mais importante de uma festa infantil

Por isso é muito importante que os pais pensem com carinho antes de escolher o fotógrafo, pois esse gasto não é uma despesa, mas sim um investimento. Escrevo isso porque as fotos não serão motivo de alegria e comemoração apenas no dia, mas seu valor aumentará com o passar do tempo.

É um fato científico que nossas memórias diminuem com o passar dos anos que grande parte delas será esquecida em algum momento. Felizmente, elas podem ser renovadas e até mesmo se tornarem mais maravilhosas através das imagens captadas por um fotógrafo profissional.

Um bom fotógrafo registrará toda a beleza, emoção e carinho. Seu filho se divertindo, brincando, recebendo o afeto dos avós, padrinhos, tios e dos amiguinhos. Deixe esse trabalho para um Fotógrafo registrar, curta a festa e seus familiares sem se preocupar com isso.

Através das fotos e do álbum você poderá reviver o dia da Festa de Aniversário e sentir todas aquelas sensações mais uma vez. O álbum de Festa Infantil é insubstituível (na verdade, é um tesouro pessoal). Definitivamente o gasto com fotógrafo não será uma despesa como outra qualquer, mas sim um ótimo investimento!

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Conheça a origem da Festa de Aniversário com bolo e presentes

Comemorar o aniversário é uma das coisas mais comuns na vida de qualquer pessoa hoje em dia, e nem nos damos conta que tais costumes e celebrações nem sempre existiram da maneira que conhecemos hoje.

Acontece que a festa de aniversário, com direito a bolo, presentes, musiquinha de “parabéns pra você”e tudo mais, é na verdade uma mistura de tradições (algumas até milenares) que surgiram e foram sendo incorporadas pouco a pouco em nossa cultura.

Para explicar as tradições das festas de aniversário separamos cada item, e assim criamos uma superlista com as explicações mais bem aceitas pelos historiadores para a origem de cada detalhe da comemoração como temos hoje em dia.

Acompanhe nossa superlista sobre as tradições de aniversários e se surpreenda:

O surgimento do aniversário

Na Grécia antiga já existia a tradição de se comemorar o dia do nascimento fazendo oferendas a deusa Artemis (deusa grega da fertilidade e da Lua). Tratava-se de um tipo de oferenda que visava agradecer a deusa para que ela continuasse a prover dádivas e boa sorte no futuro.

A comemoração do dia do aniversário

A tradição de fazer oferendas chegou até a Roma antiga, onde havia a crença que, na data do aniversário, espíritos malignos vinham roubar a alma do aniversariante. Os antigos romanos começaram a acreditar que a reunião de pessoas (em um tipo de vigília), mais o oferecimento de “presentes” aos espíritos poderiam aplacar os “anjos malignos”, e assim surgiram as primeiras tradições que são comuns nas festas de aniversário que conhecemos hoje.

O Bolo de Aniversário

Seguindo as tradições das oferendas aos espíritos malignos, outros costumes começaram a ser incorporados às comemorações de aniversários. Uma antiga tradição da Grécia antiga contava com o preparo de tortas circulares a base de pão e mel, que representavam a lua cheia e homenageavam a deusa Artemis (deusa grega da fertilidade e da Lua). A receita do “bolo grego” acabou se popularizando e se espalhando para outras culturas, dando origem ao bolo de aniversário  que conhecemos hoje.

A vela sobre o bolo de aniversário

Os gregos costumavam colocar uma ou mais velas sobre o bolo oferecido a deusa Artemis, simbolizando o brilho da Lua. Outras crenças acreditavam que a vela espantava os maus espíritos e que sua fumaça levava as preces até o céu. Posteriormente a ideia “pegou”, e a tradição continua até hoje.

Festa proibida pela Igreja Católica

A tradição de se fazer festas de aniversário foi inicialmente considerada um costume pagão pela Igreja Católica e ficou proibida por muitos séculos, sendo liberada apenas por volta do século 5 com o início das celebrações do nascimento de Jesus.

A festa de aniversário

A comemoração de aniversários com festas só se tornou comum no Ocidente a partir do século 19, quando, na Alemanha, foi organizado um festival comemorativo coletivo, que acabou se tornando uma nova tradição que se espalhou pelo mundo.

A música do “Parabéns pra você”

O “Parabéns a Você” é uma adaptação da música “Bom Dia a Todos”, que foi criada no fim do século 19 por duas irmãs professoras em uma escola de Louisville, nos EUA. A letra de “feliz aniversário” da versão brasileira só surgiu em 1942, composta pela poetisa Bertha Celeste Homem de Mello.

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Saiba a duração que uma Festa Infantil deve ter

Seu filho costuma se cansar muito nas festas de aniversário? Talvez seja porque elas demoram muito para acabar. No Brasil, aniversário infantil costuma durar quatro horas, seja em casa ou não. É esse o tempo previsto na maioria dos pacotes de buffets e fornecedores de serviços.Em alguns casos, a comemoração pode se estender por até oito horas. Mas será que aniversário tão longo é bom para a criança?

A psicóloga Egle Bellintani, do Hospital Beneficência Portuguesa (SP), acredita que tudo depende da idade. “Quanto menor a criança, menos tempo ela aguenta. Festa de 1 ou 2 anos com quatro horas de duração é para os pais, e não para o filho”, diz. Nos Estados Unidos e na Europa, os eventos costumam durar entre uma hora (para as mais novas) até três horas (para as maiores).

Por aqui, é comum as crianças precisarem tirar um cochilo no meio do evento, para seguir o ritmo. Como sempre, é preciso analisar o perfil da sua família, do seu filho e dos convidados. No caso de dúvida, o equilíbrio é sempre a melhor escolha.

 

http://bit.ly/BumbleBeeWhats

Lista de presente de aniversário, essa ideia é boa?

Lista de presente de aniversário para crianças, você já ouviu falar? Funciona praticamente como as lista tradicionais de casamento ou chá de bebê, você vai até uma loja escolhe os brinquedos e faz uma lista de todos eles e envia junto com os convites da festa.
Falando assim tudo muito simples, mas como você reagiria recebendo um convite para uma festa de crianças e junto ter a sugestão de presente?
Enfim, isso pode ser uma longa discussão. Tem mães que acham super inconveniente e não se sentem a vontade assim, e outras acham a idéia bem prática. Porém é sempre bom ressaltar que como qualquer lista ninguém é obrigado a comprar somente o que está nela, ela serve apenas de sugestão para os convidado.
Mas vamos pensar: quantas vezes você recebeu convites para festinhas de aniversário de um amiguinhos da escola do seu filho, que você mal vê e tem pouquíssimo contato e quando chegou a hora de comprar o presente não tinha nem idéia por onde começar? Diga se essa lista  não cairia muito bem?
Com alguns amigos e família temos mais intimidade para dizer o que o filho quer ou precisa, mas mesmo assim é um pouco constrangedor quando a pessoa te pergunta o que comprar para a criança, não é? Passei por essa situação a pouco tempo e nós mamães não sabemos direito o que dizer, afinal nem passa pela nossa cabeça o quanto a pessoa está disposta a gastar com o presente e a disponibilidade de tempo para comprar algo mais específico.
Eu achei a idéia que as grandes lojas de brinquedos fazem de ter uma lista com os presente que nosso filho que ganhar e ainda fica online para todas as lojas da rede no Brasil inteiro, o que me ajudou muito, porque muitos parentes da Marcelinha, minha filha, moram no Rio de Janeiro e Maceió.
Ah! algumas lojas ainda dão um percentual do valor comprado em vale compras na loja para o aniversariante.
Mas atenção, cabe ao responsável por elaborar a lista, caso a criança seja muito pequena, ou aos pais orientar os filhos para ter presentes de todos os valore, assim deixa o convidado á vontade para escolher verdadeiras lembrancinhas de acordo com o bolso dele. Quando fiz a minha lista coloquei presentes a partir de R$19,90 até 149,90 afinal sempre tem algum parente que tá afim de dar algo melhorzinho, aí vc pode fazer a lista de acordo com seus convidados.
http://bit.ly/BumbleBeeWhats