4 Motivos para fazer sua festa infantil em buffet

Muitos pais ficam receosos ao escolher o local de aniversário dos filhos, uma vez que os custos podem ser altos, mas com o Buffet Bumble Bee é possível realizar a festa dos sonhos dos seus filhos gastando menos.

O Buffet Bumble Bee entende tudo sobre festa de aniversário infantil e a equipe está sempre disposta a te orientar da melhor maneira possível, afinal, é muito importante e lindo celebrar o aniversário dos pequenos. Pensando nisso, selecionamos 4 motivos para você fazer uma festa infantil para o seu filho. Quer ver? Então siga lendo este conteúdo e aproveite para tomar nota das dicas a seguir.

Noção de tempo

Um estudo de psicologia infantil com crianças de 2 a 5 anos chegou à conclusão que as crianças começam a entender a passagem de tempo através das festas de aniversário.

Através de cada comemoração de aniversário a criança entende que ela está ficando mais velha do que era na última festinha. Os balões, o bolo e as velhinhas, assim como a canção ‘’parabéns pra você’’ fazem parte do ritual de aniversário tradicional e é muito importante para as crianças.

Celebração

Nada é mais gostoso do que reunir a família e os amigos para celebrar mais um ano do seu filho na sua vida! A festa sempre é um momento em que você pode reunir familiares, amigos e pessoas queridas para comemorar uma data especial. Também é o momento ideal para colocar as novidades em dia, acompanhar o crescimento das crianças e, claro, se divertir.

Interação com crianças

A festa é um momento de socialização para o seu filho, pois lá ele tem total liberdade de interagir com outras crianças. Os convidados podem ser amigos da escola, do curso, da atividade física, parentes e até mesmo filhos de amigo dos pais: o que importa é ter várias crianças para brincarem com o aniversariante.

Na festa as crianças estarão descontraídas e poderão fortalecer laços de amizade e até mesmo fazer novos amigos, o que é essencial para o desenvolvimento do seu filho. As atividades em grupo também estimulam o senso de coletivo, desenvolvendo nas crianças a importância de cooperar e trabalhar em equipe para atingir um objetivo.

Criar memórias

A festa é o momento ideal para criar memórias únicas em família. Desde o planejamento da festa a família já trabalha em equipe para prepara-la, envolvendo a criança no processo e passando mais tempo juntos. Na festa de aniversário ela irá brincar com os amigos, se divertir e com certeza ela irá falar sobre aquele dia por muito tempo, lembrando sempre com carinho da festa.

O pós-festa também é um momento muito gostoso tanto para criança quanto para os pais, pois eles estarão juntos para abrir os presentes, se divertir com os novos brinquedos e relembrar os melhores momentos da festa.

Lembre-se sempre de filmar e fotografar a festa, para que quando seu filho cresça ele possa recordar os momentos vividos quando criança.

Qual a duração que uma Festa Infantil deve ter?

Seu filho costuma se cansar muito nas festas de aniversário? Talvez seja porque elas demoram muito para acabar. No Brasil, aniversário infantil costuma durar quatro horas, seja em casa ou não. É esse o tempo previsto na maioria dos pacotes de buffets e fornecedores de serviços.Em alguns casos, a comemoração pode se estender por até oito horas. Mas será que aniversário tão longo é bom para a criança?

A psicóloga Egle Bellintani, do Hospital Beneficência Portuguesa (SP), acredita que tudo depende da idade. “Quanto menor a criança, menos tempo ela aguenta. Festa de 1 ou 2 anos com quatro horas de duração é para os pais, e não para o filho”, diz. Nos Estados Unidos e na Europa, os eventos costumam durar entre uma hora (para as mais novas) até três horas (para as maiores).

Por aqui, é comum as crianças precisarem tirar um cochilo no meio do evento, para seguir o ritmo. Como sempre, é preciso analisar o perfil da sua família, do seu filho e dos convidados. No caso de dúvida, o equilíbrio é sempre a melhor escolha.

Fonte: Revista Crescer

7 passos para fazer uma festa em buffet incrível para seu filho

Faz festa em buffet é realmente uma delícia, porque a praticidade de não precisar organizar uma festa em casa vai ao encontro do divertimento dos pequenos, que adoram brincar nos espaços comemorativos!

Check list básico para fazer uma linda festa em buffet, aproveitando o melhor que o buffet pode lhe oferecer:

1º Passo: Faça uma pré-lista. Tendo uma ideia do tamanho da sua festa, fica mais fácil escolher o local. Importante também lembrar que em festas pequenas, muito provavelmente você não conseguirá desconto, mas em festas maiores, é possível negociar o valor com o buffet.

2º Passo: Escolha o Buffet. Levando em consideração as dicas para escolha do espaço que já demos em outro post.

3º Passo: Feche o contrato com o Buffet para garantir a data. A grande maioria dos espaços para festas, somente segura e garante a sua data/horário após o pagamento de um sinal. Assim, caso você faça questão de uma data específica, não bobeie, efetue o pagamento do sinal o quanto antes. Se você tem muitos convidados de fora da cidade, ou se faz questão da presença de todos na sua festa, não esqueça de mandar um “save the date” para que seus amigos possam se preparar.

4º Passo: Após fechar o contrato com o buffet, é hora de escolher o tema da festa e a decoração. A maior parte dos buffets inclui uma decoração no pacote, vale a pena consultar! Entretanto, caso você opte por uma decoração mais especial, você pode contratar uma decoradora diretamente. Mas, lembre-se: neste caso o buffet não irá se responsabilizar pela decoração. Além disso, antes de contratar, você deve checar com o buffet se aquela(e) profissional está autorizada(o) a trabalhar lá.

Dica fundamental para contratar uma decoradora: Verifique se ela tem experiência em fazer decoração em buffets e se possui uma equipe para ajudá-la. É muito comum os buffets terem mais de um evento por dia, nestes casos, a decoradora terá uma 1:30h para montar a decoração e 15 minutos para desmontá-la. Uma pessoa sem experiência e equipe, por mais bom gosto que tenha, pode lhe dar uma grande dor de cabeça. Já soube de casos em que a decoração só ficou pronta 1 hora após o início da mesma… Ficou até bonito, mas mal deu tempo das pessoas apreciarem, dos fotógrafos fotografarem… E a mãe ficou extremamente frustrada.

Não se esqueça de verificar se a decoradora que você vai contratar tem a mesa. Caso não tenha, será necessário locar uma mesa, e neste caso a melhor opção (custo/benefício) normalmente é locar por meio do buffet, pois eles têm o melhor preço das empresas que trabalham nos pacotes. Os buffets normalmente não possuem mesa própria.

5º Passo: Escolher o fornecedor das lembrancinhas, fotógrafo, atração etc. Os buffets normalmente possuem uma lista de indicações. Eles não dão garantia pelo trabalho destas pessoas, claro, mas é um indício de que são idôneas, vale conferir! Antes de contratar com terceiros, vale a pena também verificar os opcionais que o próprio buffet disponibiliza. Muitos oferecem gás hélio, bolos e cupcakes decorados, mesa de quiches, mesas gourmet, carrinho de guloseimas, mesa de balas, bar de brigadeiros etc. A vantagem de contratar os opcionais diretamente com o buffet é não ter que administrar vários fornecedores, e os preços normalmente são bem competitivos.

6º Passo: Caso ainda não tenha escolhido o cardápio, é a hora de escolher! Com pelo menos 15 dias de antecedência, faça suas escolhas. Neste momento é importante também passar para o buffet todas as contratações que foram feitas com terceiros. Se haverá show, personagens, fotógrafo etc. É o momento também de combinar com o buffet como e quando serão entregues as lembrancinhas e bebidas alcólicas, se você for levar.

Neste momento também é hora de mandar os convites da festa. Muitos buffets possuem convites bem bonitos. Pode usá-los! Se for um buffet que as crianças e os adultos gostem, o sucesso da sua festa começará já na entrega dos convites, com o reconhecimento imediato de que será num espaço bem legal!

Importante: Coloque sempre o horário real do início e do fim da festa, para que as crianças que venham desacompanhadas dos pais não fiquem, já exaustas,  esperando que alguém venha buscá-las depois de acabada a festa.

7º Passo: É chegado o grande dia! Se você contratou um buffet de confiança, relaxe! Faça um dia de princesa! Chegue na hora, linda e feliz! Aproveite que contratou um buffet para se preocupar com a festa e preocupe-se com você!

Uma dica importante: Para ter aquele impacto gostoso, ver os olhinhos do seu filho(a) brilharem ao chegar e ver tudo lindo, a mesa arrumada, os balões já pendurados, a música tocando, o ar condicionado geladinho… Não chegue antes da hora marcada. Os buffets ficam prontos na hora, pois é comum terem duas festas no mesmo dia. Além disso, os funcionários geralmente almoçam ou jantam antes de começar o serviço e nada mais desagradável que chegar e encontrá-los comendo, não é mesmo?

Isso vale também para o horário da festa no convite. Não antecipe contando com o atraso das pessoas, será muito desagradável seus convidados chegarem e encontrarem os funcionários do buffet almoçando e terem que esperar pelo início da festa, certo?

Fonte: Just Real Moms

Como escolher o buffet infantil ideal para a festa dos filhos

Todo aniversário dos nossos filhos, ficamos ansiosos. Meses antes, já começamos a planejar. E claro, a escolha do buffet é sempre um ponto muito importante. Muitas mães ficam desesperadas e na dúvida. O pior é quando acabam contratando gato por lebre. Então, resolvemos fazer esse post sobre como escolher buffet infantil para a festa dos filhos.

  1. Orçamento: A primeira coisa que sempre precisamos pensar é orçamento. Procure adequar a quantidade de convidados ao seu orçamento e não ao contrário. Nesse caso, é melhor fazer uma festa um pouco menor com mais qualidade do que correr o risco de ter um serviço/ lugar ruim no dia da festa.
  2. Capacidade do buffet: Verifique se o tamanho do buffet está de acordo com a sua lista de convidados. Não adianta contratar um buffet que acomoda 50 pessoas se a sua lista de convidados está em 100 pessoas.
  3. Localização: Escolha um buffet com fácil acesso para os convidados. Isso facilita ainda mais a vida de quem tem muitos convidados de outras cidades.
  4. Estacionamento: Verifique se é fácil de estacionar próximo ao local. Muitas vezes não nos importamos com isso e só vamos perceber no momento da festa.
  5. Reputação: Converse com pessoas que já fizeram festa ou tenham participado de festa no buffet para saber como é o atendimento, serviço, qualidade dos produtos oferecidos, animação da festa e cordialidade com convidados e crianças na festa.
  6. Avaliação em redes sociais: Esse é um ponto muito importante. Com as redes sociais, fica fácil saber como é o serviço do buffet que você está contratando. Veja comentários em fotos e avaliações nas redes sociais. Desconfie de empresas que escondem as avaliações do Facebook (isso já demonstra de cara a falta de transparência do buffet).
  7. Serviços agregados: Quando falamos de festa, não estamos comprando apenas salgadinhos gostosos, bebidas geladinhas e brinquedos para crianças. Veja o que o buffet oferece em decoração, animação, convite, lembrancinhas e outros serviços que podem fazer você economizar muito no total da festa.
  8. Segurança para crianças: Tenha certeza que os brinquedos foram adquiridos novos ou em excelente estado de conservação, que todas as manutenções foram realizadas e que os monitores são prestativos e atenciosos. Verifique se os brinquedos são adequados à faixa etária das crianças que estarão presentes na festa.
  9. Pés no chão: saiba exatamente o que está contratando. Normalmente, os buffets oferecem diferentes pacotes, com diferentes benefícios e opções.
  10. Veja o que pode acrescentar: Muitos buffets permitem que a mãe personalize a decoração com doces personalizados, serviços de animação, personagens vivos, fotógrafos. Veja se pessoas que irão trabalhar serão cobradas no pacote. Pergunte sobre indicação de parceiros que tornam a sua festa mais personalizada e divertida.

Fonte: Casa da Liz

Qual será a importância dos brinquedos em uma festa infantil?

Chega o tão aguardado dia da festa. Para os adultos, a parte mais esperada talvez seja o cardápio mas para as crianças, o que conta mesmo são os brinquedos. Muitas brincam tanto que até se esquecem de comer ou, então, ficam exaustas ao final da festa depois de tanta diversão. Por este motivo, resolvemos elencar os motivos pelos quais os brinquedos numa festa infantil são tão importantes. Confira os pontos:

Diversão

Para as crianças, os brinquedos são fonte de diversão. Na cabeça deles, é inimaginável uma festa sem brinquedos. Afinal, o que eles fariam neste ambiente? Por isso, é importante procurar espaços que tenham uma boa estrutura e ofereçam várias opções neste aspecto.

Todas as idades

Quando pensamos em brinquedos infantis é comum vir a nossa mente brinquedos como piscina de bolinha, cama elástica, fliperama, vídeo game e aquelas estruturas grandes com escorregadores e labirintos. Todas estas opções só atendem um público maior de 03 anos. Por este motivo, brinquedos para as crianças menores também são importantes. Assim, os pais podem acompanha-los e a diversão dos pequenos também estará garantida.

Todas as idades mesmo

Festa infantil é um momento em que os adultos têm a oportunidade de voltar a ser criança. Por isso, é interessante ter brinquedos que permitam a interação entre adultos e crianças ou entre eles mesmos. Dessa forma, esta faixa etária não fica limitada a sentar, conversar e comer mas também pode brincar.

Segurança

Mais importante que ter o brinquedo é avaliar as condições deles com a finalidade de garantir a segurança das crianças. Verifique com que frequência é realizada a manutenção dos brinquedos e avalie a confiabilidade do fornecedor buscando informações sobre ele na Internet, em redes sociais, em sites de reclamação e em fóruns especializados.

Um dos benefícios de fazer festa em buffet é que esta estrutura de brinquedos já está montada e preparada para oferecer diversão às crianças, independente das condições climáticas do dia do evento. No entanto, há outros benefícios de se fazer festa infantil em buffet.

Fonte: Laliboom

Confira 10 dicas para organizar uma festa infantil perfeita

Todo mundo quer aprender a organizar uma festa infantil perfeita. Comemorar as datas importantes de sua família é importante e os aniversários dos filhos não fogem disso. Serão momentos que sempre estarão presentes na memória, por isso todos querem que tudo saia perfeitamente do jeito imaginado. Mas como realizar uma festa infantil sem erros? Como sair satisfeita com o resultado? A resposta é simples: um bom planejamento. Foi pensando nisso que separamos para você 10 dicas imperdíveis de como organizar uma festa infantil perfeita. Leia abaixo o que é necessário para que o momento de comemoração de mais um ano dos seus filhos seja ainda mais memorável.

  • Escolha um local apropriado – Está em dúvida entre realizar a festa em casa, em um buffet ou qualquer outro espaço? Pois bem, escolha aquele que não seja só economicamente mais viável, mas que também tenha o que você espera. Geralmente a residência não é uma boa opção para quem planeja uma festa com animação ou uma decoração especifica. Lembre-se que é importante que o espaço possua móveis, cozinha, banheiro e espaço suficiente para os seus convidados se sentirem confortáveis.

 

  • Defina um bom tema – Palhaços, princesas, super heróis… qual é o tema da festa de seus filhos? É sempre bom escolher um tema que agrade não você, mas seus filhos, em primeiro lugar. Então, qual é o desenho que ele não consegue tirar da cabeça? Esse será o tema e também a decoração da sua festa. Balões, forros de mesa, bonecos… tudo isso vai fazer parte da cenografia da festa. Portanto escolha um tema que você possa extrair o máximo e que faça seus filhos felizes.

 

  • Destine um tempo para os convites – Você já escolheu o local, certamente já planejou a data e tem também o tema em mente, portanto já está pronta para os convites. É sempre legal que os convites também sigam o tema da festa, por isso faça com que eles sejam personalizados. É importante se certificar que eles também contenham a data, horário e local corretos da festa e que tenham uma mensagem simpática para os seus convidados. Um convite por família é suficiente.

 

  • Procure comidas adequadas para sua festa – Se você prefere optar por um buffet pode fazer várias degustações até encontrar aquele cardápio perfeito. Mas qual é o estilo de seus convidados e também o seu? É importante não buscar somente se agradar, mas também àqueles que estarão presentes. Lembre-se que festas durante o horário do almoço ou janta devem ter um prato especifico, por exemplo as massas. Já as festas para o período da tarde podem oferecer somente salgadinhos e petiscos para os convidados.

 

  • Se preocupe com as bebidas – As bebidas são parte fundamental de uma festa, portanto é preciso se preocupar com as escolhas. Refrigerante, suco, água e bebidas alcoólicas (caso os convidados a consumam) devem estar no cardápio. Mas além de se preocupar com o que irá servir, é preciso checar a temperatura das bebidas, afinal ninguém gostar de um refrigerante quente, por exemplo. Por isso é necessário que você tenha um freezer ou geladeira somente para isso. Alguns buffets oferecem esse serviço bem como salões de festas.

 

  • Não exagere na quantidade dos doces – Primeiro: decida quantos doces serão servidos. O ideal é que seja calculado de seis a sete doces por convidado, incluindo as crianças presentes. O bolo, entretanto, não deve chegar à totalidade do número de convidados, sempre calcule um número inferior de 30 a 40 pessoas. Se achar que convém, tenha também uma mesa de guloseimas com balas, pirulitos, chicletes etc.

 

  • Atenção na escolha da animação – Se o espaço for suficiente, é sempre interessante ter atrações para distrair as crianças e também os adultos. Por isso, talvez valha a pena investir em uma empresa de animadores para cuidarem das crianças e, para os adultos, quem sabe alguma brincadeira? Claro, somente para aqueles que queiram participar. Lembre-se que é desagradável forçar alguma situação ou até mesmo desligar o som da festa para que haja alguma brincadeira.

 

  • Escolha boas músicas para o momento – Na maioria das festas infantis as músicas escolhidas são sempre as dedicadas para os baixinhos e acabamos nos esquecendo que os adultos também estão ali para aproveitar um momento agradável. Por isso é importante ter uma boa mistura de gêneros musicais que agradem tanto as crianças como também seus pais.

 

  • Contrate um fotógrafo profissional – Quer ter essas lembranças para sempre? Nada mais justo do que registrar elas através de fotografias ou até mesmo filmagens. O ideal é contratar uma pessoa somente para esse serviço, já que você estará muito ocupada com outros afazeres. Deixar a responsabilidade com alguém da família também não é o mais indicado.

 

  • Faça algo de recordação – É sempre bom criar lembrancinhas tanto para as crianças como para os adultos, mas caso não seja viável ou você ache melhor presentear somente as crianças, também é válido. O importante é que elas estejam presentes. Guloseimas, talvez um pequeno joguinho daqueles que você encontra facilmente em lojinhas ou um cartão podem ser as escolhas.

Seguindo essas dicas básicas não há como sua festa dar errado. Na verdade, são grandes as chances dela ser um mega sucesso! Então agora é só começar os preparativos para que todos os seus convidados, crianças e adultos, tenham momentos inesquecíveis.

Fonte: Invitebox

Confira 6 dicas pra ter sucesso nas decorações de Festa Infantil

Para montar festa infantis que atendam aos anseios dos clientes é preciso conseguir todas as informações necessárias sobre esses clientes. A clientela, para uma empresa de festas, é muito diversificada. Para conquistá-la, o empreendedor deve promover a sua empresa no âmbito de sua região, divulgando seu trabalho. Deve lembrar que a qualidade do serviço ofertado é o principal fator do sucesso e da manutenção e crescimento do número de clientes. Portanto, muna-se de informações sobre as expectativas dos seus clientes antes de iniciar o trabalho. Quanto mais certezas, menores as chances de errar! Veja algumas informações importantes, em formas de perguntas e ponderações, que garantem a satisfação dos clientes:

1. Qual o sexo e a idade do aniversariante?

Dependendo do sexo e da idade é que se definem as cores da festa, os objetos de decoração, as brincadeiras para animação da festa etc.

2. Qual a data prevista para a festa?

Com a data prevista para a festa, você vai se programar para não alugar a mesma festa a duas pessoas no mesmo dia. Em empresas onde o movimento é muito intenso e há várias montagens de festas no mesmo mês, esse item é muito importante, pois se ocorrer algum erro e a mesma festa for alugada duas vezes será fatal para a empresa.

3. Qual o tema escolhido?

Você tem três alternativas:
– Tema escolhido pelo cliente.
– Sugestões de temas que você pode oferecer, caso não tenha feito, ainda, nenhuma festa.
– Se já montou alguma festa, dê opções mostrando as fotos ou vídeos das festas que você já fez (tenha sempre a mão um álbum de fotografias, um vídeo e um aparelho de TV na sua empresa).

Se tiver uma loja:
– Tenha, pelo menos, cinco festas prontas, expostas na sua loja, para que o cliente possa vê-las de perto. Quanto maior o número de festas, maior a chance de o cliente sair satisfeito.
– Tenha sempre opções de temas femininos e masculinos, ou ambos.

Observações importantes:

– Se o cliente quiser um motivo de festa que você não tenha, só aceite fazê-lo se esse tema for bem comercial, e com chances de ser alugado futuramente. A confecção de novas peças demanda tempo e investimento. Nesse caso, ofereça ao seu cliente os modelos que você já possui.

– Confeccione temas comerciais, que interessam a um número maior de pessoas, para que nenhuma dessas festas fique muito tempo sem ser alugada.

– Para ter inspiração, observe bem tudo que vê, como revistas, camisetas, outdoors de propagandas, e aproveite temas da moda e motivos de programas de tv. Mas preocupe sempre com o que é mais
durável.

4- Quantos convidados adultos e crianças virão para a festa?

– Com a resposta a essa pergunta, você saberá a quantidade de tudo que vai precisar para a festa acontecer, como, por exemplo, a quantidade de balões, guardanapos, jarras, copos, mesas, toalhas, etc.

5- Qual o local da festa?

A escolha do local vai depender do número de convidados. Se o cliente já tem o local, é necessário que nele caiba com facilidade o número previsto de convidados. Se ele ainda não escolheu, dê a sugestão do aluguel de salões de festas que você já deve ter no seu cadastro.

Dicas:

– A preferência por salões de festas ocorre por apresentarem toda uma infraestrutura necessária para esse tipo de evento.

– Também, em um salão alugado, você pode montar a toalha, o painel, as ligações elétricas, tudo no dia anterior. Isso vai facilitar muito, principalmente se você já tem outra festa para montar no dia seguinte.

– Evite ao máximo festas ao ar livre. Mas, se assim for, montar tudo na última hora para evitar que uma chuva estrague toda a decoração Se for em local fechado, um dia antes, você pode montar a toalha, o painel, as ligações elétricas. Isso é muito importante, principalmente, se você tem mais de uma festa para decorar no mesmo dia. Mas, se o cliente não aceitar outra sugestão, você deve satisfazê-lo.

– Se o cliente preferir fazer a festa em sua própria casa, marque uma visita com antecedência para conhecer bem o local, antes de acertar o compromisso.

– O tamanho mínimo para um salão de festas deve ser de 200 m2. O formato do salão é muito importante, porque isso é o que determina o espaço a ser utilizado. Se ele for totalmente quadrado ou retangular, você ganha espaço. Se ele tiver recortes, você perde espaço para portas de banheiros e outras dependências.

6- Qual o número de balões que se deseja usar?

É esse número que, muitas vezes, determina o preço da montagem da festa. A montagem dos balões necessita de muitas pessoas e só pode ser feita no dia. Por isso, quanto mais balões, mais cara deve ser a montagem. O que vai determinar o número de balões não é o tema da festa, e sim o tamanho do lugar e a estética. Às vezes o lugar é grande, mas é muito bonito, necessitando de poucos balões para compor. Outras vezes, ele é pequeno, mas o teto não é tão bonito e precisa ser coberto. Aí se usam mais balões.

Visite o local com antecedência, seja ele qual for, para que você tenha ideia do que usar na decoração. É nessa hora que você vai calcular o número de balões necessários para a decoração, quantos tampos para a montagem da mesa principal, qual o número de mesas para os convidados, e analisar se vão caber no local e onde elas ficarão. Anote todas as ideias que tiver, nesse momento, para que, depois, você não se perca. Lembre-se: nunca confie apenas na memória. Se puder, faça até um desenho do local com a disposição dos enfeites.

Dica:
Mantenha-se bem informado sobre onde contratar bufês, garçons e outros serviços que você não oferece, mas de que o cliente precisa. Atenda-o da melhor forma possível, pois você só tem a ganhar. Ficando o cliente plenamente satisfeito, com certeza solicitará seus serviços novamente já pensando no sucesso do seu próximo evento.

Fonte: CPT

Confira tudo sobre Alimentação para as Festas Infantis

Para planejar a alimentação da sua festa infantil, o primeiro passo é definir os tipos de comida que você pretende servir. Você pode optar por servir apenas salgadinhos ou salgadinhos mais algum outro tipo de comida, como sanduíches ou até mesmo um almoço/jantar formal. Uma outra alternativa, que tem se tornado cada vez mais comum, são os “Finger Foods”, alimentos servidos em pequenas e elegantes porções, que não exigem que os convidados se sentem à mesa como em uma refeição formal.

Depois de definir os tipos de alimentação que você oferecerá aos seus convidados (salgadinhos, sanduíches, almoço/jantar formal, finger foods), você deverá escolher o que servir para cada tipo de comidinha escolhido. Por exemplo, para os salgadinhos, você tem que decidir se vai servir coxinha, empadinha, rissóles, etc. Também terá que definir quais bebidas acompanharão os alimentos e, por fim, deverá calcular a quantidade de comida a ser servida. Neste artigo, procuramos responder as seguintes questões relacionadas a alimentação para festas infantis:

  • Quais os tipos de comidinhas mais comuns em festas infantis?
  • Vale à pena encomendar ou fazer em casa?
  • Onde posso encontrar receitas de comidinhas para festa infantil?
  • Como posso calcular a quantidade de comida e bebida a ser servida?

 

Quais os tipos de comidinhas mais comuns em festas infantis?

Os tipos mais comuns são: os salgadinhos, as comidinhas tradicionais de festas infantis (ex: sanduíches, mini-hot-dogs, mini-hamburgers, mini-pizzas), o almoço/jantar formal e os finger foods. Ao elaborar o cardápio, pense em opções que agradem adultos e também em opções que agradem crianças. É importante que haja um equilíbrio entre estas opções. Além disto, se você quiser economizar ou reduzir o desperdício, evite oferecer uma variedade muito grande de pratos.

Salgadinhos: incluem os salgadinhos fritos e os assados. Como os salgadinhos fritos são menos saudáveis, embora deliciosos, procure balancear o cardápio com salgadinhos fritos e assados.

Exemplos de salgadinhos fritos:

  • Coxinha de frango,
  • Rissole (queijo ou carne),
  • Croquete,
  • Bolinha de queijo,
  • Kibe,
  • Pastel,
  • Bolinho de mandioca,
  • Bolinho de bacalhau.

Exemplos de salgadinhos assados:

  • Empadinha (frango ou palmito),
  • Esfiha (carne, frango ou queijo),
  • Pastel assado (carne, calabresa, frango com catupiry),
  • Mini-quiche (queijo, alho-poró, ricota com espinafre, frango com catupiry),
  • Mini-tortinha (carne seca, alho poró, frango, calabresa),
  • Escondidinho de carne seca,
  • Bolinho (carne seca ou calabresa)

Comidinhas tradicionais:

  • Sanduíche de metro,
  • Mini sanduíche de pão de forma,
  • Mini-hamburger,
  • Mini-pizza
  • Cachorro-quente,
  • Pipoca,
  • Pão de queijo

Almoço/Jantar:

Almoços/jantares em festas infantis não diferem muito de refeições servidas em outros tipos de festas, mas tendem a ser um pouco mais simples. Opções comuns são as massas (você pode oferecer dois tipos de molhos, um vermelho e outro branco) e crepes de diversos sabores. Uma salada pode ser oferecida antes do prato principal. Outras opções também comuns são o churrasco no almoço e a pizza no jantar.

Finger food:

Incluem pequenas porções de charmosos pratos servidas em recipientes especiais como mini-panelas e cumbucas, colheres fundas de louça e taças ou copos transparentes. Canapés frequentemente também compõem o cardapio de “Finger Foods”. Os “Finger Foods” normalmente são servidos por garçons e podem incluir:

  • Canapés frios
  • Canapés quentes
  • Saladinhas
  • Prato principal em mini-porções (mini-porções de massas ou risotos são bastante comuns)
  • Sobremesa normalmente servidas em copos transparentes

Saudáveis:

Em festas infantis, um conceito que tem se tornado bastante comum é servir comidinhas saudáveis para tornar a alimentação das crianças mais equilibrada. Isto não significa, necessariamente, a completa substituição dos adorados salgadinhos tradicionais, mas a proposta de complementar o cardápio tradicional com alimentos mais saudáveis.

Alguns exemplos de comidinhas saudáveis são:

  • Frutas com formatos especiais (ex: bichinhos, coração, bolinhas, etc) servidas no espeto e acompanhadas por iogurte,
  • Sanduíches de pão de forma com recheio de ricota e patê em formatos especiais
  • Espetinhos de vegetais (ex: tomate cereja), pão de forma e mussarela
  • Wraps
  • Salada de frutas
  • Vegetais (cenoura, pimentão, etc) servidos acompanhados de patês

Observe que a apresentação visual dos alimentos saudáveis, com formatos especiais, é muito importante para atrair o interesse das crianças pelo alimento.

Bebidas:

Qualquer que seja o tipo de alimento escolhido, as opções mais comuns de bebidas em festas infantis são:

  • Refrigerantes (normais e die/zero)
  • Cerveja e/ou chopp
  • Sucos (naturais ou de caixinha)
  • Água

Para uma alimentação mais saúdável, privilegie os sucos naturais. Sucos feitos com uma combinação de fruta são uma tendência (ex: melancia com limão, maracuja com laranja, melão com abacaxi).

 

Vale à pena encomendar ou fazer em casa?

Assim como no caso dos bolos e doces, a decisão de fazer em casa ou encomendar depende, basicamente, do tempo que você dispõem para trabalhar na festa, da sua aptidão na cozinha, e de quanto pretende gastar.

É importante observar que alguns tipos de comidas são mais fáceis de se preparar do que outros. Então, se você tem algum tempo disponível e gosta de cozinhar, mas pretende economizar no que for possível, procure identificar quais alimentos seriam menos trabalhosos. Por exemplo, se você pretende servir “Finger Foods”, que exigem uma certa técnica de preparação e apresentação, o uso de recipientes especiais e normalmente são servidos por garçons, é provavel que seja melhor contratar uma empresa especializada. Já o preparo de hot dogs ou sanduíches naturais, por exemplo, são bem mais simples e não exigem muita técnica. Mesmo no caso de almoço/jantar, se você pretende servir uma massa e uma salada, você mesmo pode preparar esta refeição com relativa tranquilidade. Quanto aos salgadinhos, embora não sejam complexos de se preparar e existam inúmeras fontes de informação na Internet sobre como fazê-los, certamente eles exigem que você disponha de muito tempo, pois são bem trabalhosos, especialmente se o número de convidados é elevado. Lembre-se de que é comum servir de 4 a 5 tipos distintos de salgadinhos em uma festa infantil.

Cabe destacar que a decisão de fazer em casa ou contratar não se restringe apenas a comidinhas. Esta decisão se estende para outras categorias, como bolos e doces, decoração, lembrancinhas, as convites, etc. Então, antes de tomar uma decisão, procure avaliar o que o seu tempo e dinheiro permitem fazer considerando todas estas categorias.

Onde posso encontrar receitas de comidinhas para festa infantil?

Além dos antigos livros de receitas das vovós, atualmente você pode encontrar muitas receitas em sites especializados na Internet, além de vídeos que explicam como preparar as comidinhas. Navegue pelo Festorama para encontrar os melhores conteúdos sobre alimentação para festas infantis disponíveis na Internet.

Como posso calcular a quantidade de comida a ser servida?

Uma sugestão para se estimar o consumo de alimento em festas infantis com duração de 4 horas é a seguinte (obs: para fins de cálculo de comida, consideramos que crianças acima de 12 anos equivalem a adultos):

a) Se você oferecer somente salgadinhos:

Salgadinhos:

  • 15 unidades por adulto;
  • 8 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 5 unidades por criança de até 5 anos

 

b) Se você oferecer salgadinhos + almoço/jantar:

Salgadinhos:

  • 10 unidades por adulto;
  • 5 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 3 unidades por criança de até 5 anos;

 

Prato quente (ex: massa):

  • 200g por adulto,
  • 120g por criança entre 5 e 12 anos;
  • 80 g por criança de até 5 anos

 

c) Se você oferecer salgadinhos + comidinhas tradicionais (ex: mini-sanduíches, mini-hot dogs, mini hamburgers, mini-pizzas, etc):

Salgadinhos:

  • 10 unidades por adulto;
  • 7 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 3 unidades por criança de até 5 anos;

 

Comidinhas tradicionais:

  • 4 unidades por adulto;
  • 3 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 2 unidades por criança de até 5 anos;

 

d) Se você oferecer salgadinhos + comidinhas tradicionais (ex: mini-sanduíches, mini- hot dogs, mini hamburgers, mini-pizzas, etc) + almoço/jantar:

Salgadinhos:

  • 6 unidades por adulto;
  • 3 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 2 unidades por criança de até 5 anos;

 

Comidinhas tradicionais:

  • 3 unidades por adulto;
  • 2 unidades por criança entre 5 e 12 anos;
  • 1 unidades por criança de até 5 anos;

 

Prato quente (ex: massa):

  • 150g por adulto;
  • 80g por criança entre 5 e 12 anos;
  • 60g por criança de até 5 anos

 

Bebidas:

Refrigerantes ou sucos:

  • 700 ml por adulto;
  • 400 ml por criança entre 5 e 12 anos;
  • 300 ml por criança de até 5 anos

Água:

  • 200 ml por pessoa

Cerveja:

  • 700 ml  por adulto

Os valores de consumo de bebida apresentados para adultos consideram que estes consumirão ou cervejas ou refrigerantes/sucos. Se um mesmo adulto consumir refrigerante/suco e cerveja, considere que a soma do consumo de cerveja e refrigerante/suco seja de aproximadamente 800 ml por adulto.

Lembramos que estas regrinhas são apenas uma sugestão. Procure usá-las como ponto de partida e adaptá-las à realidade da sua festa. Quanto mais conhecimento você tiver sobre o padrão de consumo dos seus convidados, melhores serão as suas estimativas.

Vamos considerar os seguintes exemplos:

Exemplo 1:  

Convidados:

  • 30 adultos;
  • 10 crianças entre 5 e 12 anos;
  • 5 crianças de até 5 anos; 

 O que será servido: apenas salgadinho, refrigerante/sucos, água e cerveja

Neste exemplo, 12 adultos bebem apenas refrigerante e 18 bebem apenas cerveja. Neste caso, você precisará de:

Salgadinhos:

  • 30 x 15 = 450 salgadinhos para os adultos
  • 10 x 8 =  80 salgadinhos para as crianças de 5 a 12 anos
  • 5 x 5 = 25 salgadinhos para crianças de até 5 anos

Total = 555 salgadinhos.

Fonte: Festorama

Como escolher os presentes para as crianças?

Com o dia das crianças se aproximando, natal, aniversários, sempre fica uma dúvida que assombra muita gente: o que dar de presente para crianças? Muitos de nós desconhecemos o mundo infantil da atualidade, o que torna um pouco difícil a jornada de achar o presente ideal quando se quer arrancar sorrisos dos pequenos.

Brincar é uma parte essencial na vida das crianças que a ajuda a desenvolver várias habilidades que irão prepara-la para a fase adulta. Na hora de presentear uma criança com um brinquedo então, os melhores presentes são aqueles educativos, criativos e divertidos para a criança.

Hoje iremos falar sobre os elementos que devem ser considerados na hora de escolher um brinquedo para uma criança.

Faixa etária

O presente deve ser apropriado para a idade da criança, para não deixa-la confusa.

Segurança

Esse item se relaciona com o item faixa etária. Brinquedos muito avançados para a idade de uma criança podem ser perigosos. Observe se o brinquedo que você está escolhendo é resistente, se não possui  arestas irregulares ou cortantes, se não possui peças pequenas que podem ser engolidas e se possui o selo do Inmetro.

Preste atenção nos interesses da criança

Para acertar no presente, fique atento no que desperta o interesse da criança e com o que ela ocupa seu tempo. Joga bola? Dançar? Ver filmes? Que tipo de filmes? Prefere brinquedos que pode se movimentar mais ou mais intelectuais? Quais os personagens que ela gosta? Observe também o interesse em brinquedos que ela tem de outras crianças, pode ser um ótimo medidor para você!

Personalidade e estilo de vida da criança

Este item está também relacionado com o anterior. Percebendo os interesses da criança você conseguirá entender melhor qual a personalidade e estilo de vida que ela possui, e não cometer erros como, por exemplo, dar um kit de maquiagem para uma menina que gosta de vídeo game ou até um carrinho se a criança gosta mais de animais. Veja como é a personalidade da criança, se é mais tímida, criativa, talvez brinquedos que ela possa desfrutar sozinha sejam uma boa opção. Se é mais agitada e extrovertida, brinquedos sociais de atividade física podem ser melhores.

Brinquedos educativos

Brinquedos educativos são sempre a melhor opção para além de divertir e agradar a criança, ajuda-la a desenvolver determinadas habilidades ou trabalhar melhor alguns aspectos que a criança precisa.

Fonte: Meliuz

Dicas para definir o horário e o cardápio da festa do seu filho

Duas coisas que costumam deixar as mamães cheias de dúvidas na hora de planejar uma festinha infantil são o horário e o cardápio. Sim, porque em se tratando de festa infantil, o horário não é o mesmo de uma festa de adulto (na maioria das vezes) e também o cardápio tende a mudar um pouco, já que teremos diversas crianças participando do evento.

Bom, tendo isso em mente, trago hoje algumas dicas para vocês não errarem a mão na hora de decidir o horário e escolher o cardápio. Com alguns macetezinhos bem simples dá para garantir uma festa gostosa e agradável para todo mundo. Espero que gostem das dicas!

Horário

Antes de mais nada, uma coisa que você precisa saber é que não existe um melhor horário universal para esse tipo de evento, mas sim o melhor horário para o aniversariante. Sim, é isso mesmo, quem define o horário da festinha é a pessoa mais importante dela: o dono da festa. Mas ele não é muito pequeno para decidir isso? Claro que é, por isso que quem irá decidir são o seu soninho e os seus horários de refeição.O que eu quero dizer com isso? Que antes de se tomar a decisão de que horas a festa irá começar e terminar é importante ter em mente os horários de soneca do aniversariante (em primeiro lugar) e os de refeição (em segundo). Tudo para evitar que na hora dos parabéns o pequeno esteja caindo de sono, não aproveite nada e, pior ainda, resolva dar um show tamanho o seu cansaço e irritação (ou alguém conhece algum bebê/criança que não fica irritado quando cansado?).

E outra coisa que também tem que ser considerada nesse planejamento é o tempo de duração da festa, que costuma ser de 4h. (Dica importante: quase todos os fornecedores de festa infantil trabalham com o prazo padrão de 4h, mas é sempre bom checar antes de fechar qualquer serviço). Por exemplo, sabendo que o eu bebê costuma ficar super cansado por volta de 19/20h, e que uma festinha costuma durar em torno de 4h, não se indica iniciá-la depois das 15h. Se você iniciar nesse horário, 15h, por volta de 18h30min deverá ser cantando os parabéns e após 19h os convidados já estarão, provavelmente, indo embora, o que significa que seu bebê terá a horinha do sono dele garantida (e nada de show na hora dos parabéns. Show no mau sentido, é claro!).

Ainda, é importante tomar bastante cuidado com a questão horário x sono x refeições porque, nesse tipo de festa, em função de todas as novidades, atividades e solicitações, os pequenos já ficam agitados por natureza, e se a falta de sono ou a fome piorarem isso, corremos o risco de ter que gerenciar uma pequena crise, o que não é nada legal.

Cardápio

Uma coisa que eu sempre adoro comentar sobre o cardápio é que ele não precisa ser 100% na base da fritura e muito menos 100% na base da frescura. O ideal é garantir comidinhas gostosas, saborosas, saudáveis (pelo menos uma parte delas ) e simples. Minha dica, nesse sentido, é tomar todo o cuidado se você estiver pensando em inovar muito no cardápio. Isso porque, mesmo sendo a grande parte dos convidados adultos, e já estarem acostumados a comidinhas diferenciadas, eles vão para qualquer festa infantil sonhando com os tradicionais cachorro quente e coxinha, e se chegarem lá e só encontrarem canapés super diferentosos, é certeza que vai ter gente saindo decepcionada. Assim, a sugestão que deixo é: garanta o simples que você também estará garantido a satisfação dos convidados.E o mesmo vale para os doces. Quer servir algo bem diferente? Tudo bem! Mas não esqueça de providenciar também uma boa quantidade de brigadeiros, que são o must have em qualquer festinha infantil, pois agradam adultos e crianças.
Uma dica para inovar nos doces é servir cupcakes. Eles andam super na moda, são ótimos como opção de decoração para a mesa de doces e, se forem de bons fornecedores, são ainda irresistíveis, deliciosos mesmo.  Só não vá exagerar nos cupcakes e cortar demais a quantidade dos doces tradicionais (brigadeiro, beijinho, bicho de pé, entre outros). Tenha sempre em mente que o simples agrada muito mais, mesmo que aos olhos o que agrade mesmo sejam os doces diferenciados e super estilosos.E se você quiser aproveitar a onda dos doces que decoram, dá para incluir ainda cakepops, que também são uma graça, ou então doces que tem a ver com o tema da festa. Por exemplo, se você estiver fazendo uma festinha com o tema circo, por que não servir pipoca e maçã do amor? Ou se você estiver fazendo uma festinha com o tema fazendinha, por que não doces caseiros, como cocada, goiabada, entre outros? Esse tipo de criatividade, desde que os doces oferecidos sejam gostosos, também está valendo.

Outra dica super importante: evite o elemento surpresa. Não faça o convidado achar que irá comer uma coisa e na hora de colocar na boca descobrir que é outra. Um bom expemplo é colocar um doce na mesa que todos tem certeza que é um brigadeiro e quando for ver, tem algo dentro. Se for fazer isso, o indicado é que o doce seja identificado com uma plaquinha, mas isso só para o caso de você querer muito servir esse doce, pois o ideal é mesmo deixar esse tipo de surpresa fora do cardápio.

E para os bebês e crianças? Alguma dica especial?

Quando os bebês são bem bebês mesmo, eles não comem o que é servido nas festinhas, mas o leite ou as papinhas que a mãe leva de casa. Por isso, com esse público, nesse sentido, você não precisa se preocupar muito. Já as crianças maiores sairão super satisfeitas se você servir o tradicional – cachorro quente e brigadeiro – e os pais sairão agradecidos se você pensar em alguma alternativa mais saudável, que pode ser um sanduíche com pão integral, queijo branco e peito de peru, uma saladinha de frutas, ou algo do gênero.